Um finde em Canela, na serra gaúcha

0
104
crédito foto: guia viajar melhor

O último final de semana foi de orgias gastronômicas em Canela. <3 Conseguimos visitar lugares que estávamos há horas para provar e – de quebra, aumentamos ainda mais a lista de picos que precisamos voltar pra conhecer.

A maior parte das dicas a seguir vieram da nossa amiga Paula Santos – que morou por muitos anos lá e hoje toca a pousada 8 Ilhas, em Ilhabela. Também de seguidores queridos que nos mandaram sugestões via redes sociais. 😉 Bora lá!

MAGNÓLIA

A primeira parada – direto da estrada – foi o Magnólia, que fica num casarão imponente e maravilhoso no centro de Canela. Dentro, são vários ambientes (tem bar, cinema – exato, você leu certo kkkk, espaço kids e 3 salões para jantar), todos com muita personalidade. Fomos recepcionadas com um couvert por conta da casa: caldinho de moranga com pãezinhos and manteiga com flor de sal. Uma diliça. E claro, já partimos pros bons drinks!

Além de lindos, deliciosos! Margarita (amor eterno) e um mojito delicioso com calda do açúcar demerara e um toque de espumante brut rosé

Aí, chegou a vez do prato principal. Todas as pedidas da mesa foram surpreendentes. Eu fui de Filé Magnólia – o prato que leva o nome do restaurante, e posso garantir que fiquei muito feliz com a minha escolha! Filé alto com crosta de castanhas com um risoto de maça verde com gorgonzola… de CHORAR de bom!

E pro grande final, um fondue de chocolate com brownie e frutas para compartilhar! Um espetáculo!!!

Bebemos também espumante (pq sexta-feira tudo pode, né?) e a conta deu em torno de R$ 140 por pessoa. Valeu cada centavo.

CASA FRANCESA

No sábado pela manhã, foi a vez de conhecer a Casa Francesa Boulangerie, uma padaria – obviamente, francesa. Fomos de croissant (pq precisávamos entrar no clima da França, né?) com manteiga, queijo e presunto (fatiados bem fininhos). Crocantes na medida certa, não muito massudos, ganharam nossos corações e mereceram uma rodada extra deles:

Lembro do cheirinho de croissant quente só de olhar a foto! Salivando, confesso.

Na vitrine, também tinham outras opções como croque monsieur, clássicos pães franceses (baguetes, brioches, etc), canelés, tarteletes e bolinhos doces e salgados para levar pra casa. Claaaaaro que pegamos um pro café da manhã do dia seguinte (mas achamos seco), além umas bruschettas aaaand uma baguete integral congelada que eles vendem também para comer em casa.

EMPÓRIO CANELA

A próxima refeição acabou sendo um almojanta, por motivos de preguiça no sol regado a muito espumante:

Aí, quando não dava mais pra controlar a fome, fomos direto pro Empório Canela – lugarzinho que muito nos faz lembrar nossos eternos amigos Rafa Melz e Ricardo Grecellé (que haviam se mudado pra Canela no ano passado e, infelizmente, partiram cedo, sem nem direito a até logo). Gosto de pensar que foram eles que nos presentearam na entrada com um um pôr do sol de alaranjar o céu todinho de um lado, e do outro, a Catedral de Pedra com uma lua cheia gigante e brilhante. Obrigada, seus lindos! <3

Abrimos os trabalhos no Empório com uma caipa d-e-l-i-c-i-o-s-a de limão siciliano e hortelã enquanto comíamos as bruschettas com cogumelos que havíamos pedido de entrada. De principal, fui de penne com molho de vinho tinto e nata (impossível ser ruim, né?) e iscas de filé. A massa nadava no molho, bem do jeito que tem que ser!

Mas o prato que mais chamou a atenção foi esse filé recheado com queijo brie e risoto de aspargos. Olha:

Por motivos de: incompetência com essa plataforma, não teve cristo que me ajudasse a virar essa foto do jeito certo. Mas o que vale é a intenção, né?

O valor ficou em torno de R$ 120 por pessoa. Ah! E como são os mesmos donos, tem alguns pratos iguais aos do Magnólia.

O café da manhã de domingo, foi com os produtos da Casa Francesa que compramos no dia anterior. E antes de partir, não resistirmos às massas da Cantina Pastacciutta, em Gramado. Mas seguem as dicas que recebemos dos outros lugares para se conhecer em Canela:

Bistrô da Lú: para almoço ou jantar. O lugar – dizem – é um charme. Cozinha francesa com ingredientes brasileiros.

Bêrga Mótta Eco Parque: dentro do Eco Parque Sperry, além de todo o contato com a natureza, tem um buffet com pratos preparados com ingredientes da serra gaúcha.

Augusta Bar Café: no Alpen Park. A vista é linda e o lugar é bem descoladinho.

Holic: uma pâtisserie para comer os melhores macarons! Fiquei triste que depois do almojanta já estava fechado e parti sem provar. 🙁

Containner Bistrot: fica dentro da loja Mãos do Mundo. Bom para jantar.

Monã: simplicidade e sabor em meio à natureza!

That’s it! Espero que aproveitem as dicas! Compartilhem com as parcerias da próxima ida à Canela!

 

 

 

 

Facebook Comments

Compartilhe: