Casa Postal: mais um achado na serra gaúcha

0
3125

Como sou natural de Bento Gonçalves, gosto de usar os fins de semana por aqui para descobrir cantinhos ainda pouco usuais da maioria dos turistas.

Claro, o Vale dos Vinhedos é a principal rota de quem visita a cidade (e nem poderia ser diferente – tem muita coisa legal por lá!) mas para quem não é marinheiro de primeira viagem por essas terras, vale a pena tentar caminhos novos. Foi assim que chegamos em um domingo de meio-dia na Casa Postal, vinícola e bistrô localizado em São Valentim, Bento Gonçalves, na estrada que leva para Veranópolis.

Já na chegada me encantei com esse lustre feito de galhos de videira <3. O bistrô fica no segundo andar da casa e o visitante passa pelo varejo da vinícola no caminho – onde já dá pra fazer umas comprinhas! Por lá o sistema de almoço contempla três opções:

  1. Entrada, salada, uma carne e um acompanhamento por R$52
  2. Entrada e acompanhamento por R$42
  3. Ou ainda a opção mais completa com harmonização de vinhos e espumante.

Estávamos em 6 pessoas e todos optaram pela sugestão de R$52. A entrada são as famosas colombinas, pãozinho típico da colonização italiana na região assado em formato de pombinha, acompanhado de maionese caseira. Uma delícia e me lembrou muito as gerações passadas!

A salada servida é sempre a da estação, com pequenas variações. Dessa vez era mix de folhas verdes com tomate, palmito, manga e gergelim negro. Saborosa, refrescante, perfeita para o dia de sol e calor ameno!

Então, eis que chega a melhor parte! Escolher uma entre as opções de carne e o mesmo para o acompanhamento. Das sugestões de proteína a escolha era entre entrecot ou salmão grelhado com molho de mostarda e mel. Já os acompanhamentos variavam entre 2 sabores de risotos e 2 sabores de massa.

No fim, a mesa foi quase unânime no entrecot. Metade escolheu acompanhar a carne com o risoto de queijo e tomates secos e os outros (eu inclusa!) optaram pela massa caseira ao molho pesto! Check it out nos dois pratos!

A massa ao molho pesto foi disparado o melhor prato da mesa. Fico com água na boca só de lembrar da massa bem caseirinha e do pesto artesanal, temperado na medida certa. Nem forte demais, nem insosso. Quem provou o risoto, também gostou. Mas eu roubei uma garfada do prato do marido e devo admitir que preferi a massa!

Aproveitamos para provar o vinho e o espumante brut da Casa Postal. Ambos ok – não se destacaram pro meu gosto. Mas a experiência como um todo foi sensacional pela comida, bebida, ambiente, cordialidade de todos que nos atenderam…enfim, dá pra perceber que é aquele tipo de lugar pequeno, em que você terá contato direto com quem participa de todo o processo.

E mesmo que não tenha os procedimentos e detalhes de alguns restaurantes mais estruturados, por outro lado tem o carinho de quem quer atender bem e, principalmente, a vontade de quem busca ofertar mais opções de turismo em uma rota menos conhecida mas igualmente linda de se visitar pelas belas paisagens dos vales. Melhor pra todos nós que, além do visual da natureza, podemos contar com um bom restaurante para perder algumas horinhas!

Ah, e antes que eu esqueça, não existe encerrar uma comilança dessas sem sobremesa, claro! Fomos de sorvete de creme com calda quente de mirtilos – DELICIOSO!!! Recomendo encerrar com esse docinho e uma taça de espumante bem gelado. Enfim, satisfeitos!

 

Compartilhe:

Deixar um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu e-amil