Voltamos ao Valle Rústico e encontramos outro restaurante

0
3746
Ambiente interno do Valle Rústico, na serra gaúcha. Crédito das fotos: FAMINTAS.

Em 2013 eu fui apresentada ao Valle Rústico, em Garibaldi, na serra gaúcha. Voltei algumas vezes ao longo de 2013 e 2014 e sempre tive ótimas experiências por lá. Dá pra conferir uma dessas idas no passado nesse link aqui:

Valle Rústico: um canto imperdível na Serra Gaúcha

Mas por um daqueles motivos que não sei explicar (porque não tem motivo na verdade!) nunca mais voltei ao longo dos últimos anos. Pois bem… na última semana fui compensar esse erro! AND WHAT A NICE SURPRISE <3

O Valle Rústico segue no mesmo endereço: o porão de uma casa tipicamente italiana que abriga itens rústicos e um ambiente externo lindo e cheio de natureza. Mas as semelhanças com a memória que eu tinha do restaurante param por aí.

Agora não existe mais a la carte. É apenas o menu confiança do Chef. Confiança meeeesmo porque é menu surpresa. Nada de descrição dos pratos – a única coisa próxima de um menu que você colocará os olhos é uma plaquinha com uma explicação fofa dos preceitos que regem a cozinha do lugar: insumos de produção própria ou de produtores locais conhecidos, respeito a terra e aproveitamento dos alimentos: revivi alguns sabores da infância em Bento Gonçalves e provei alguns alimentos que nem lembrava mais que existiam! Todos ingredientes simples mas com uma roupagem diferente.

Como era menu surpresa e não tinha da onde colar as respostas kkkk eu NÃO LEMBRO de algumas coisas, mas vou tentar descrever mais ou menos o que recordo. Os atendentes – todos muito competentes por sinal – explicavam cada prato no momento que vinham à mesa. Podia ter anotado no bloco de notas enquanto eles falavam…podia, mas era aniversário de namoro e não quis abusar da paciência do marido sob pena de sair de lá solteira!

De entrada uma cesta de pães de fermentação natural produzidos na casa – todos incríveis – mas o destaque é esse que parece uma rosquinha, bem na frente na foto: na verdade é um pão de queijo uruguaio. Acompanham uma caponata de beringela, salame e copa artesanais e uma manteiga saborizada <3

Pra acompanhar essa experiência pedimos nosso espumante favorito da serra: Cave Geisse Blanc de Blanc Brut. Apenas provem….não perde em nada pra grandes marcas internacionais. É espetacular!

A sequência de pratos traz 7 sugestões à mesa, incluindo sobremesa. A segunda entrada é um prato para compartilhar. Olha a LINDEZA dessa apresentação:

Óbvio que não lembro de metade do que tem ali mas vou tentar: flor de abóbora empanada com um molhinho, dadinhos de abóbora grelhados com pesto, chips de beterraba com guacamole e mix de picles.

Depois veio o primeiro prato principal: spaghetti de chuchu com cogumelo seco e pimenta.

Depois foi a vez do creme de beterraba com pururuca e queijo de cabra. Esse tinha um sabor tão inusitado e tão bom que, sem exagero, comeria um balde. Ao melhor “ogra style”.

Então chegou o meu FAVORITO da noite: quadradrinhos de carne de porco (a carne é desfiada então fica com uma textura super macia por dentro e crocante por fora). O prato ainda traz uma farofinha musa, batata doce roxa (nunca tinha comido antes e gostei) e um purê de abóbora (acho!).

Aí chega o “entreprato” – aquele prato conhecido por “tirar o sabor” entre o prato salgado e a sobremesa. Um mix das duas coisas! Nesse caso uma tábua com 4 tipos de queijos e colherinhas de mel orgânico <3

Pra encerrar essa noite maravilhosa, a sobremesa que eu esqueci de fotografar – palmas pra mim! Mas vamos fingir que isso foi programado e que eu quis deixar o final na imaginação…uma surpresa pra quando vocês forem lá – do mesmo jeito que esse menu foi pra mim.

Mas a surpresa maior não foi o menu em si. Na verdade foi perceber a evolução da comida do Chef Rodrigo Bellora – um querido que entende de uma forma muito humana o papel do Chef e da gastronomia. Com um olhar inovador ele é capaz de resgatar a culinária dos antepassados da região de um jeito diferente, mesclando técnicas de alta gastronomia com a simplicidade de ingredientes e sabores da região.

Para quem ama turismo de gastronomia como a gente, o Valle Rústico precisa estar na rota. A experiência completa custa R$110, excluindo bebidas e taxa de serviço.

Se vocês já foram contem pra gente como foi a experiência! Adoramos saber a opinião de vocês!

Compartilhe:

Deixar um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu e-amil